domingo, 17 de janeiro de 2010

Top 5: dificuldades para cumprir resoluções de ano novo


1 – começar uma dieta: todo ser humano é um procrastinador em potencial! Pode ser a pessoa mais decidida do mundo, mas basta falar em dieta para que venha à tona as mais variadas desculpas para deixar para a próxima segunda-feira o início daquela dieta. 2010, por exemplo, começou numa sexta-feira! Não se começa uma coisa tão importante como essa numa sexta, portanto, automaticamente, o início da dieta ficou para a próxima segunda, que foi dia 04. No entanto, segundo a tradição oriental (cultura muito próxima à nossa, por sinal) esse é um número relacionado à morte... ui, já pensou começar uma dieta com esse mal-agouro?! Melhor adiar! Sentiram?! E assim chega-se a 31 de dezembro, de novo!




2 – fazer refeições em horários certos: tudo culpa da vida moderna! A ideia está lá, bem no topo da lista de resoluções de ano novo de muita gente, aposto, mas pô-la em prática não depende apenas de determinação. Muitas vezes depende de um pedido de demissão! A pessoa pode até estar bastante determinada a tomar café, almoçar e jantar todos os dias nos mesmos horários, mas, sejamos justos: há trabalhos que simplesmente não permitem essa prática! Para cumprir essa resolução, algumas pessoas precisam antes cumprir outra: arrumar um novo emprego. Daí já viu, né?!




3 – apenas comer alimentos saudáveis: dificílima essa resolução! Para cumpri-la seria preciso romper relações com metade dos amigos e dizer adeus à família. Exagero?! Que nada! Naquela reuniãozinha com os amigos (com a metade que não está em sintonia com sua fase saudável!) adianta você propor uma noite de tofu e chá verde?! Não, né?! Eles querem uma noite de queijos amarelamente gordos e vinhos alcoolicamente calóricos. Alguma família, por um acaso, se reúne para um almoço repleto das mais lindas de saladas e regado aos mais coloridos suco de frutas?! Nããããããão (a minha, pelo menso, não) ... é sempre churrasco, feijoada e por aí vai! Ou seja.




4 – não comer carboidratos depois das 18h: a boa vontade existe?! Sim, senhor. O problema de tudo reside nas circunstâncias. Em casa, com muita boa vontade até é possível cumprir essa resolução, basta não comprar nenhum pacote de bolacha, nenhum pacotinho de miojo para horas de emergência; pela manhã, após o café, jogar fora até a última migalha de pão, bolo, torrada e afins, comumente usados para matar aquela fominha alucinante de fim de noite. No entanto, quando essa tal fome resolve pintar na rua... será que é possível encontrar uma barraquinha de saladas em alguma esquina da cidade?! Um pivete vendendo maçãs no farol?! Não, né?! Taí!



5 - dizer não às tentações: adianta cair de joelhos e clamar a Deus ‘Senhor, livrai-me das tentações!’?! Pouco provável, afinal, nessas horas o tal do livre arbítrio exime o Todo Poderoso de qualquer responsabilidade por nossas boquinhas nervosas. Vencidas muitas etapas, a dieta até que anda bem, mas eis que surge na sua frente uma cascata de chocolate, exalando seu perfume inebriante, privando você do último vestígio de razão. E dá-lhe chocolate! Mas esse é só um dos males que assombram uma dieta... cada um tem sua tentação predileta! E assim, as tentações são as grandes dificultadoras do cumprimento de resoluções de ano novo. Aliás, não apenas das alimentares, né não?!

2 comentários:

morganapersefone disse...

Tudo ficção.
Até tento mas depois fica tudo bagunçado. É como o socialismo: o ideal é uma coisa o real e outra coisa.

2010 transbordando sucesso pra você!
Besos!

morganapersefone disse...

Ah! Mudei o 'No Fun'! Vai lá:
http://www.umabarauma.blogger.com.br