segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Top 5: declarações infelizes durante uma refeição


1° se encontrar, devolva! - o almoço acaba de ser servido. Parece sucolento. Parece que tem tudo o que você gosta. Você, de mãos dadas com a gula, coloca muito de tudo no prato. Coisa digna de pedreiro. Lá pela quinta ou sexta garfada, porém, a prendada anfitriã chama atenção de todos: 'Gente do céu, comam com cuidado. Perdi meu brinco, com tarraxa e tudo, na comida!' e não para por aí: 'Pior, não faço ideia de em qual prato perdi... então, muita atenção, quem achar, guarda, eu quero de volta! Trata-se de uma bijou caríssima!!'. O apetite foi embora?

2º só um pouquinho - domingão. Churrasco na casa de sei lá quem - na verdade não interessa porque você é um carnívoro assumido e topa qualquer convite pra um churras, certo?! Você chega na casa e percebe que asseio não é exatamente um hábito na família. No entanto, ignora, afinal, a carne fica assando na braaaaasa. Chegando à churrasqueira, porém, você nota que há apenas meia dúzia de magros espetinhos esturricando sobre a grelha. Entendendo que não é com carne que irá prencher seu estômago 'XL', faz um bom prato com a única outra coisa servida: salada de batatas com maionese. Quando já está quase no ponto de forrar o buraco do dente com a lasquinha de boi assado, uma voz alerta: 'Gentê, ó, não come muito dessa maionese que tá fora da geladeira desde ontem e não sei se está boa ainda... por via das dúvidas, comam só um pouqinho'. Está sentindo um helicóptero na barriga?

3º culpa do governo - almoço em família, com direito a noras, genros, cunhados, sobrinhos, cachorro, gato, galinha. Lá pelas tantas, já utilizadas todas as conversas para boi dormir - a saber, conversas sobre o tempo, a posse a Dilma, o cabelo da mulher do Michel Temer, o último capítulo da novela Ronaldinho Gaúcho - alguém tem a brilhante ideia de falar sobre coisas mais profundas. Eis que: 'E essa chuvarada, heim?! Viram as enchentes? O tanto de bueiro entupido? Esgoto a céu aberto correndo na porta das casas?! E os ratos? Cada um que parece mais uma capivara. E lama pra todo lado. Aquela água podre rolando por tudo... e tem gente que anda naquilo, viu?! Tanta sujeira... tudo culpa do governo'. A mousse de chocolate ficou indigesta?

4º engorda, viu? - depois de um inverno de dietas e academia, você está se sentindo um arraso depois de perder 2kg e 275g. Coloca aquele jeans que ainda fecha com dificuldade - mas porque encolheu, claro - e vai para o almoço na casa da sogritcha. A autoestima, acredita você, está inabalável. Você se sente linda e poderosa. Chegando lá, percebe que a única coisa verde no almoço é a toalha da mesa. Para não dizerem que você só emagreceu porque virou anorexa, faz um pratinho com um pouquinho de tudo, mesmo assim, a preciosa senhora não perdoa: 'Lindinha, vai comer tudo isso? Se continuar comendo assim, não vai emagrecer nunca. Aliás, você deu uma engordadinha desde a última vez, não?'. Ódio engorda?

5º gatinho traquina - sim, os gatos são as criaturas mais lindas, fofas e adoráveis da face da Terra. Todavia, gato e cozinha são mais opostos do que gato e cachorro. Ou pelo menos deveriam ser. Você adooooora gatos - tanto quanto eu - mas ao chegar para um almoço na casa da mãe da tia da vizinha do primo de um amigo, percebe que há mais gatos na casa do que estrelas no céu - no céu de uma cidade do interior. Brinca com um e com outro, mas fica torcendo para que a cozinha seja território proibido para tão peludas criaturinhas. Já à mesa, de prato feito diante do garfo, a gentil cuidadora dos bichanos solta: 'Ô, benzinho, dá aqui seu prato que o Félix dormiu a manhã toda nele. Vou passar sua comidinha pra outro pratinho, tá?'. Sentiu que vai passar dessa para melhor em breve?


Um comentário:

O cozinheiro solitário disse...

Olá a todos os que vão ler este comentário neste blogue ou noutro muito bom como este. Pois é, estou encantado com todos estes posts bem feitos, quase que desenhados. Pois, eu gostava de fazer igual, mas não consigo. O meu dilema agora é cozinhar… A vida é dura e obrigou-me a morar sozinho, e a cozinha não é de todo o meu local favorito. Mas estou a tentar conhecê-la, mas as aventuras têm sido imensas. Fiz um blog humilde para colocá-las em forma de crónica pouco extensas. Gostava muito que todos vocês o visitassem e se possível o seguissem. É que tentar cozinhar e depois não ser ajudado, é algo muita mau.
Cumprimentos a todos!

http://tenhosalfaltamecolher.blogspot.com/