sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Aprendendo a cozinhar com minha mãe

Minha mãe me passando uma receita de bolo de cenoura:
- Mãe, quantos ovos?
-Ah, se você quiser um bolão grandão, coloca uns três, se forem pequenininhos, uns
quatro.

- Três ou quatro????
- Se os ovos forem vermelhos, novinhos, de gemonas e você quiser um bolo bem fofinho, alto, amarelinho, pode colocar uns três...
- Tá!
- ...ou quatro!
- Ok. Óleo, quanto?
- Se for óleo de milho coloca, assim, umas duas espirradinhas.
- Uma espirradinha seria quanto? Uma colher, uma xícara, um copo, um balde?
- Ah, não, só uma espirradinha! Duas, no máximo. Não coloca muito, não, porque senão o bolo fica muito encharcadão, pesado, mesmo que o óleo seja bom.
- Tá!
- Mas se você colocar bem pouquinho óleo, coloca também um tiquinho de manteiga, pra dar um saborzinho.
- (...) Leite.
- Um copo faltando um tantinho pra encher. Depende do tamanho dos ovos...
(voltamos à questão dos ovos...)
- Se forem grandes, com bastante clara, gema grande, não coloca muito leite senão vai ficar muito líquido e vai precisar de muita farinha. Se forem pequenos, pouca clara, geminha, coloca um pouquinho mais de leite senão o bolo vai ficar pequeno demais.
- Tá!
- Mas se quiser pode substituir o leite por suco de laranja, pra dar um saborzinho. Fica bom. Mas só se a laranja estiver bem madurinha, docinha, não muito ácida.
- Vou usar leite! Quantas cenouras?
- Depende. São frescas?
- Estão até fazendo ui-ui!
- Se estiverem fresquinhas, bem alaranjadinhas, pode colocar umas duas... ou três. Não muito grossas, nem muito finas. Não muito grandes, nem muito pequenas.
- Como eu sei?!
- Olha pra elas e escolhe as que não são muito grossas, nem muito finas, não muito grandes, nem muito pequenas.
- Hummm, tá. Quanto de farinha?
- Até dar o ponto.
- ?????????????
- Até você ver que a massa não está nem muito líquida, molenga, nem muito pesada.
- Isso seria aproximadamente quanto?
- Ah, daí depende do tamanho dos ovos...
(os ovos...)
- Você vai vendo quanto basta.
- Tá, tá, tá! Entendi. E fermento?
- Ah, não precisa muito, não. Depende dos ovos*...
(...não diga!)
- são eles que fazem o bolo crescer...
- Então não coloca fermento?
- Coloca, coloca, sim, mas pouco. Senão fica com gostinho de fermento!
- Então coloca, né?!
- Coloca! Mas por último de tudo. E não pode bater, senão não cresce. Mas precisa misturar bem, senão não cresce.
- Entendi, entendi! E aí?!
- Bate tudo no liquidificador, coloca numa assadeira untada e põe pra assar.
- ...vou arriscar perguntar: quanto tempo de forno?!
- Até terminar de assar, oras!!! Anotou?!
- Mãe, faz um bolo de cenoura pra mim?!

Bom, nota-se que precisão não é bem o forte da minha mãe, não é mesmo?! Mas não há no mundo quem faça bolos tão bem quanto ela!!

*...imaginem minha mãe dando receita de quindim!!!!!!

2 comentários:

Lílian disse...

Ótima a história!!!! Sua mãe é uma figura.

Clau disse...

Olá, amei esse cantinho!!!
tenha um lindo final de semana