domingo, 15 de fevereiro de 2009

Top 5: soluções rápidas para problemas (quase) sem solução na cozinha


visitinha inesperada um dia antes da despesa do mês - a campainha toca: são pessoas que você não convidou chegando bem na hora da sua 'refeição', justamente naquele dia cujo cardápio se limitaria a pão com ovo porque a despensa estava fazendo eco de tão vazia! Solução: ficar em silêncio absoluto e fingir que a) não está em casa; b) está dormindo o mais pesado dos sonos; c) não notou que a campainha era na sua casa, já que não convidou ninguém!

o gás acabou - o bolo está no forno há 21 minutos e 1/2, falta pouco para ficar pronto, mas ainda não está; a bordinha já está assada, começa a dourar em cima, quando de repente... a chama do forno vai diminuindo, diminuindo, diminuindo... ao passo que seu desespero vai aumentando, aumentando, aumentando. Solução: a) deixa o bolo lá dentro e espera que o bafinho final do forno termine de assar seu bolo; b) diz a si mesma(o) que acabou de inventar um petit gateau gigante (!) e ainda acha graça da massa crua escorrendo do meio do seu bolo; c) acende uma vela dentro do forno e reza para santo Expedito para que aquele calorzinho seja suficiente para terminar de assar seu bolo!

a curiosidade matou o suflê - 10 entre 10 pessoas têm uma história triste de suflê para contar. Ainda assim, essas mesmas pessoas insistem em fazer essa receita mais do que temperamental. Quando finalmente você acha que tudo dará certo, quando a receita foi executada à perfeição e já está no forno, um ser intrometido entra na cozinha, local para onde não fora chamado, e enquanto vai perguntando 'o que está assaaando?' vai abrindo a porta do forno. Solução: a) numa reação ninja, você dá uma voadora no narigudo e impede a abertura do forno; b) diz que era suflê, mas agora será omelete; c) calejada(o) por experiências anteriores, coloca um pitbull rosnando e babando na porta da cozinha até o suflê terminar de assar!

o que esse ingrediente está fazendo aqui? - dia inspirado na cozinha, você resolve fazer aquela receitinha que faz há anos e adoooooora. Separa os ingredientes. Prepara a receita e quando já está quase pronta, já no forno ou no fogo, nota que um dos ingredientes deu cria no potinho e está sobrando! Solução: a) tira a tal receita da fôrma ou da panela e adiciona o ingrediente esquecido, 'qual o problema?'; b) entende o fato como um aviso do céu e procura um médico para tratar da falha na memória, enquanto o problema ainda está no começo; c) decide que é hora de testar novas formas de preparar aquela velha receita !

surpreeeesa! - "...a comidinha de ontem estava tããããão gostosa! Ainda bem que sobrou um pouquinho para hoje!", pensa você enquanto está no trânsito, indo pra casa, depois de um dia de cão e com a fome como a de um leão selvagem das savanas africanas. Antes mesmo de soltar a bolsa, você coloca o pratinho no micro-ondas e dois minutos depois, ao abrir a porta do forno você é atingido pela lufada acre. A comida azedou! Justamente no dia que você está verde de fome e bege de preguiça. Solução: a) decide que é hora de começar uma dieta, bebe um copo d'água e vai dormir (... depois de um banho, claro!); b) decide que é hora de comprar uma geladeira nova porque a sua virou um mero armário com iluminação interna; c) decide que é hora de conhecer sua vizinha da frente e vai fazer uma visitinha surpresa, embora haja o evidente risco de ser vítima das soluções 'a', 'b' ou 'c' do 1° problema!

7 comentários:

Anônimo disse...

Já que na sua casa não rola, vamos marcar um dia para você fazer algum prato aqui na minha casa e dar uma aula de culinária para mim? A gente chama mais gente para presenciar o fato. É, porque até agora, para mim, você cozinhando é lenda. Só ouvi falar, nunca vi.Não quero fotos. Quero o produto, mocinha! Hahahahaha!!! Beijos e abraços!

Morgs!

Fabi.Catarse!! disse...

Ai, ai... a descrença!! hehehehehe De qualquer forma, amiga, eu topo!Podemos combinar... podemos combinar... já até sei o que farei... uma massa especialíssima que só alguns poucos escolhidos tiveram a honra de provar!! A sobremesa será um absurdo... ainda não coloquei aqui, estou esperando um momento oportuno. Taí, curti a ideia!

Bjs, amiga... fica bem logo pra poder comer minhas comidinhas!

Moira disse...

Muito divertido esse seu texto!

Fabi.Catarse!! disse...

Obrigada, Moira!!

Silvestre Gavinha disse...

Teus Top 5 são ÓTEMOS!!!!
Foi num deles que te conheci.
Adore, para variar.
Como podes ver, ando meio atrasada com minhas leituras de blogs e amigos.
Aliás, um dia ainda escrevo um post sobre isso.
Tô seeemmpre atrasada.
Não tem concerto, acerto nem nada.
Tô seemmpre atrasada.
Ô coisa!!
Beijo Fabi.
Marie

Vandinha Adams disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK !!
Que criatividade :o)
É a primeira vez que visito seu blog mas pelo visto ficarei freguesa :o)
Boa semana

Jorge Ramiro disse...

O outro dia eu vi um desses brinquedos em um restaurante japonês. Isso me fez lembrar da minha infância. É que muitos brinquedos sao revendidos após muitos anos como uma novidade. Eles tinham o brinquedo em kosushi, na janela com outros brinquedos antigos.