domingo, 15 de março de 2009

Café do Pateo no Pateo do Colégio


Há dias em que tudo que se quer da vida é uma boa companhia, seja de si próprio, do amor, dos amigos ou de um bom livro. Melhor ainda se for num lugar calmo, tranquilo, bonito, acolhedor... boa vista, bons sons... um aroma que mistura cheiro de casa, de infância, de aconchego. Onde fica esse lugar?! No Centro de São Paulo, pertinho do Marco Zero, no Café do Pateo. Juro!

Por mais inacreditável que possa parecer, o Páteo do Colégio (Praça Pateo do Coléfio, n° 2, Centro, tel.: (11) 3105-6898) abriga um café que é uma verdadeira Pasárgada, uma ilha de tranquilidade em pleno centro caótico de São Paulo.

O ambiente é, além de acolhedor, lindo, sofisticado, mas com um quê de descontração. Logo que se entra, há o balcão e algumas mesinhas altas, para quem está ali numa pausa rápida... um pecado... afinal, a mais alguns passos ficam as mesas dispostas ao lado de um belíssimo jardim estilo europeu. É ali que a mágica acontece. Acomodando-se em uma das mesas e cadeiras estilo colonial, pode-se ouvir o barulhinho de água que brota da fonte, salpicado pelo cantarolar de passarinhos que vêm visitar as árvores... se prestar atenção, até dá pra ver um ou outro beija-flor voando por entre as flores. Do lado oposto ao jardim há uma parede de taipa de pilão feita pelos jesuítas que construíram o colégio. Ao fundo, a metrópole num horizonte infinito. E um cheirinho de lugar gostoso no ar.

Para um cenário perfeito, uma bebida perfeita: café, claro!! Os grãos são da Fazenda Pessegueiro. Para acompanhar, sugiro o bolo do dia. As opções são sempre muito boas... são bolos caseiros e as porções parecem que foram feitas por mães que querem seus filhos beeeem alimentados. O de chocolate com cobertura é espetacular, o de cenoura também é delicioso. Para quem quer fazer uma refeiçãozinha básica, também há opções de pratos rápidos, saladas, porções, além de sobremesas, sucos... o jeito é ficar curioso e ir até lá para conferir!

O Café do Pateo é cenário para se perder em bons pensamentos. É som para meditar acordado. É o lugar perfeito para aquele bate-papo de horas e horas e horas. É o fim, o começo ou o próprio passeio. É uma de minhas Pasárgadas. Mais do que recomendado!!

8 comentários:

Silvestre Gavinha disse...

Ai que lindicioso!!!!
Adorei a dica Fabi.
Acho isso importantíssimo em Sampa, esses lugarzinhos para arqueólogos ou escafandristas. E você como boa garimpeira, encheu meu domingo de vontade de voltar à Sampa.
Só pra visitar sua Pasárgada.
Se encontrasse você lá, então?!?!?!?
Mas por enquanto os babies me prendem aqui em stand by. Longo stand by.
Cada um no seu tempo.
Mas anotei o endereço.
Fiz um comentário no teu brigadeiro mágico, mas acho que a net o comeu.
Teu blog continua delicioso.
Grande abraço.
Marie

As Turcas disse...

Obrigada pela dica. Encontrar a paz num centro caótico é Tudo...Bjs...

Cris Ventura disse...

Oi Fabi! Como disse no email, adoro café e adorei a dica ;-) Boa semana! Beijos!

Hugo Zanardi disse...

sempre passeando por sampa neh amiga... me chama um dia pra fazer um desses passeios dignos de Clara em Neve, e mto café lógico!!!
Podíamos, nós dois, invadir a fábrica da pilão e levá-los a falência neh?!?! Hummm... melhor não!!!!
mas tomar um cafezinho com bolo de cenoura é tudo de bom... qnd o galo canta então... dá até pra entrar debaixo da mesa, se ela não estiver ocupada pela D. Braga.

Fabi.Catarse!! disse...

Marie... esse café é só um dos inúmeros que têm ali naquele miolinho do centro antigo de SP... a maioria bem bacana e esse divino! Quando vier a SP, avise!!

(...aaaah, cadê o comentário do briga?! net gulosa!)

Turcas, praticamente um templo!! hehehe

Cris, você, toda zen, iria se sentir em casa!

Hugo, fechou! Vamos marcar esse tour da cafeína! Mas devo dizer: só entraria na fábrica do café Pilão se fosse para sabotar...kkkkkkkkkk... sou fã mesmo é do café Melitta!! hehehe

Beijos a todos!

Denise disse...

Fabi, Adorei a dica...como pode a gente viver em SP e não conhecer???Que vergonha!

Passe lá no Blog e te darei dicas da VERBENA também.
Cheiros

Ana Medeiros disse...

Não conheço amiga, mas me deu a maior vontade de ir lá...Meu marido é looouco por café, de tudo que é jeito!
Adoro esse esconderijos do centro de Sampa.

Beijocas

Mara Pusch disse...

Fabi, realmente o centro de SP tem uns lugarzinho "supervaleapena". Adorei a dica! Gde bjo