domingo, 29 de junho de 2008

Festa Junina pede Chá do Padre!

Último fim de semana de junho. Último fim de semana de Festas Juninas. Das comemorações e feriados de nosso calendário, as festas de São Pedro, Santo Antônio e São João dão um banho em termos de oferta de guloseimas!!Nenhuma se compara. Além disso, diferentemente de outras, comemoramos o mês todo. São quatro finais de semana de quermesses em bairros, sítios, igrejas, salões e até mesmo em casa, já que há milhões de receitas típicas e praticamente todas são facílimas de fazer . É sem dúvida a festa mais gostosa e mais calórica do ano todo.
Nada é light, muito pelo contrário, o cardápio típico reúne uma gama imensa de ingredientes de concentrações calóricas assustadoras: pinhão, amendoim, canjica com coco, doce de leite, doce de abóbora, pé-de-moleque, compotas e mais compotas, arroz doce com leite condensado, pipoca doce, quentão, vinho quente e até mesmo uma simples maçã ganha uma crosta de caramelo para virar uma super maçã do amor!!

A lista é enorme e há iguarias que, assim como o a rabanada e o panetone no Natal e os ovos de páscoa na Páscoa, só são apreciadas em época certa com data marcada. Não que não possam ser feitas ao longo do ano todo, mas não têm o mesmo sabor. Um exemplo?! O meu preferido das Festas Juninas: o Chá do Padre!! Ele combina perfeitamente com o clima de festa de interior, além de ser um excelente aquecedor interno para o clima gelado de junho. É a pedida perfeita para quem está dirigindo, afinal, um quentão ou vinho quente pode dar cadeia caso o bebedor esteja de motorista!! Então, para que o motorista não precise ficar choramingando nem maldizendo a lei, dá-lhe Chá do Padre!!

Os ingredientes são simples e fáceis de encontrar, a receita não requer grandes talentos na cozinha e é rapidíssima de ser preparada. Há, evidentemente, inúmeras variações, mas vou dar uma receitinha semi-light* e urbana**. Anote aí e aproveite o último domingo de junho para se aquecer:

1 paçoquinha Paçoquita (gosto dessa porque não é muito doce e tem pedacinhos maiores de amendoim pelo meio, o que deixa a bebida mais charmosinha, mas se não encontrar pode ser qualquer outra de mais ou menos 10 gramas!!)
300 ml de leite desnatado
1/2 colher de sobremesa de leite condensado desnatado
1 poeirinha de canela em pó (dosagem a gosto, só tome cuidado para não exagerar e sufocar o gosto do amendoim que deve predominar!)
Coloque todos ingredientes numa caneca (esfarele a paçoca para facilitar a mistura!) e leve ao fogo. Mexa sempre. Assim que levantar fervura, continue mexendo por mais ou menos dois minutos para que a bebida fique cremosa e bem quente!! Se achar necessário, depois de pronto e na caneca, pingue três ou quatro gotinhas de adoçante para deixar bem docinho. Prontinho! É só se deliciar! Cuidado para não queimar a língua!! Bebida feita, só nos resta a pergunta: porque essa bebida se chama Chá do Padre? Deve ser uma ironia daquelas, afinal, essa combinação de leite quente, amendoim e canela dá uma energiiiiiia!!! hehehe

*...afinal, nenhuma iguaria que leva amendoim na receita pode ser completamente light!!
**dose pequena para uma ou duas pessoas e feita com ingredientes que podem ser encontrados em qualquer supermercado ou doceria, além de ter grau de dificuldade zero!!

2 comentários:

Lílian disse...

Adorei ! E parabéns pelo aniversário de 1 ano.

Eu esqueci do meu... hehe

Regis disse...

é a melhor bebida mesmo da festa junina!!!!! hmmmm!